segunda-feira, 26 de junho de 2017

Draft Inakreeditável na Arma Krees! Ops, Arma X!






Bom dia, boa tarde e boa noite Kreeanças!

Mais uma materiazinha aqui no nosso laboratório da Arma X! Desta vez, uma um tanto quanto especial... Não foi esKreeta por nenhum de nossos usuais redatores, mas sim por um grande parceiro... Gabriel Rimi (depois desta matéria, Kreemi), que pela primeira vez jogou um draft e foi aKree conosco (sim, primeira vez, podem aKreeditar) e nos traz um pouKreenho de sua experiência!

Esperamos que este texto possa Kreear em vocês a mesma sensação que Kreeou em nós!

Como a primeira vez a gente nunca esquece, o Rimi fez questão de contar pra nós com quem e como Kree foi!


Com palavra, Gabriel Rimi:






Bom, olá pessoal!

Meu nome é Gabriel (constantemente e popularmente chamado de Rimi, meu sobrenome) e o pessoal da Arma X me pediu  para esKreever este texto contando minha experiência InKreevel com o Draft de lançamento da coleção Forças Estelares.

Antes de tudo, acho importante reforçar que se você não gosta de trocadilhos com a afiliação “Kree”, eu realmente não me importo. Vai ter no texto SIM. E bastante, pode aKreeditar!

Igualmente importante é ressaltar que é meu primeiro campeonato no formato Draft. Nunca havia jogado algo parecido, seja em Battle Scenes ou qualquer outro card game. A proposta de abrir alguns boosters, escolher uma carta e entregar as demais para o adversário ao lado me soou bastante estranha desde o principio. No inicio demorei para aKreeditar que as normas realmente seriam aquelas que me foram explicadas.


Depois de um tempo acabei digerindo e aceitando a informação como verídica, o que me levou a um conformismo: “não tenho que pensar em montar um Deck. Não tenho que pensar em possibilidades ou sair buscando cartas. É só sentar e jogar. “

Não vou mentir: fiquei bastante feliz com esta possibilidade preguiçosa.


Toda a ideia do draft me animou inKreevelmente. Admito que fiquei bem mais ansioso para este campeonato do que para os outros. Ao chegar no local e me deparar com jogadores muito melhores que eu (provavelmente todos) acabei me conformando em apenas me divertir, independente da posição conKreestada.

Quando as mesas foram formadas, começou a abertura e rotação de cartas. O jogador à minha frente, Alexandre, que por acaso foi quem me apresentou o jogo e é um irmão de longa data, teve o azar de abrir uma Jóia do Poder em seu primeiro booster. Eu, por outro lado, não abri nenhuma carta verdadeiramente interessante nos dois pacotes Kree me foram entregues.


Kree gif legal! =)


Se tem uma coisa que o Draft ensina, foi o que aprendi naquele momento: não se pode ter tudo. Tirar uma jóia do poder significa abrir mão de todas as outras cartas do pacote. Para minha sorte, uma delas era o InKreevel Capitão Mar-vell. Eu levei o lance da preguiça e conformismo mental bem a sério nesta coleção. Ainda não havia jogado com nada além de 2 jogos de teste. Não conhecia 100% as cartas, mas sabia de uma coisa: “se a vida te dá um Mar-vell, não deixe de Kreear um deck com ele. “

Nas próximas rodadas, coisas interessantes foram surgindo. Os destaque são:
- Munição Perfurante
- Comando Kree - Soldado Kree
- Inteligência Suprema
- Astronave Kree
- Investigação Quântica
- Guerra Kree-Skrull - Investigação Quântica - Campo de Partículas
- Matéria Escura





Para finalizar, o jogador ao meu lado, e organizador do torneio, Hélio, teve a sorte de tirar um Senhor das Estrelas v2 em um de seus boosters. Minha inKreevel sorte permitiu, também, que ele tirasse um Ronan – O Acusador V2 no outro booster aberto. Minha seleção estava completa.


Você pode estar se perguntando: “Mas Rimi, você já jogou com os Krees antes?”




Mas, sejamos sinceros, as cartas citadas não tem nenhum grau de complexidade. Basta lê-las uma ou duas vezes e a sinergia se torna bastante obvia, pode aKreeditar.


Claro, conhecimento de jogo é bastante necessário. Prova disso foi que, em meu primeiro jogo, contra meu amigo Alexandre, usei o texto “Potencializar” das cartas de maneira completamente errada, o que me deu uma boa vantagem de jogo. Infelizmente, ao terminarmos a partida e verificarmos com os outros jogadores a falha, já era tarde demais para que o resultado fosse alterado no sistema da Copag.

Lição aprendida.


Meus próximos dois jogos foram bastante surpreendentes. O deck funcionou como poucos decks que já joguei conseguiram. Fiquei bastante InKréédulo na verdade. Os adversários eram bons jogadores.

Um deles, Danilo, havia ganho sem esforço de mim em um campeonato anterior.

Com o ótimo, e talvez não tão justo, resultado, fui enfrentar o outro jogador com a mesma pontuação que eu. Ambos estavam 3x0 no placar. O oponente, que também já havia me derrotado sem problemas em outro campeonato, era Fabiano Xavier.

Durante a partida, alguns erros e um pouco de azar jogaram a meu favor.


Este campeonato também serviu para me mostrar como funciona o sistema de cortes. Consegui ficar em primeiro do grupo, com 4 vitórias e nenhuma derrota. Meu prêmio? Jogar contra o quarto colocado, Yuzzo.

Nunca havia jogado contra ele, mas, assim como no caso do Fabiano, conhecia sua fama como ótimo jogador.

Foi neste jogo que meu deck recém Kreeado foi derrotado por uma combinação de Guardiões da Galaxia que contava com a liderança de um Groot bastante duro na queda.


Mesmo sendo derrotado e não ficando em primeiro ou segundo lugar no torneio, devo admitir: draft se tornou meu formato favorito para se divertir. O Descompromisso com a vitória e a expectativa gerada pela aleatoriedade são fatores inKreevelmente favoráveis para mudar a forma como Battle Scenes funciona.

Com certeza estarei presente na próxima competição deste tipo. A diferença é que, para a próxima oportunidade, conhecerei melhor as cartas para não prejudicar meus adversários e, claro, a mim mesmo.

Gabriel Rimi 3º Colocado no Draft





Para mais informações sobre Battle Scenes e novidades da Arma X, siga nossa página no facebook: Arma X


*Os cards da nova coleção de Battle Scenes - Forças Estelares podem ser adquiridos em nossa loja: Coleção Forças Estelares*

Nenhum comentário:

Postar um comentário